Um dos meios de garantir vitamina D, importante aliada da imunidade, é tomando sol

Desde que o número de casos da covid-19 começou a aumentar no Brasil, ao longo de março, cada vez mais pessoas começaram a praticar o isolamento físico, colocando-se em quarentena.

Isso, logicamente, fez com que tivessem menos exposição ao sol, o que afeta diretamente a saúde, afinal ele é importante para a obtenção da vitamina D. Esse nutriente é importante para o corpo humano, principalmente para que o organismo retenha o cálcio presente nos alimentos. Ele também traz benefícios para o coração e os músculos, além de ajudar a fortalecer o sistema imunológico.

"Como a principal fonte de vitamina D é a nossa pele, o ideal é tomarmos sol sem filtro solar por pelo menos 20 minutos por dia, preferencialmente no início da manhã e no final da tarde", explicou o endocrinologista José Antonio Miguel Marcondes para o portal do Hospital Sírio-Libanês.

(Fonte: Unsplash)

Geralmente, o trajeto de casa até o trabalho e outras atividades comuns são o suficiente para que os níveis de vitamina D se mantenham satisfatórios. Durante a quarentena, no entanto, as pessoas podem lançar mão de outras estratégias para tomar sol.

Como manter os níveis de vitamina D

Para quem possui um jardim ou quintal grande em casa, a saída é mais simples: sentar-se pelo tempo necessário do lado de fora de casa. Porém, nas grandes cidades, cada vez mais pessoas vivem em apartamentos e não têm a mesma opção.

As piscinas e áreas comuns de condomínios não são locais indicados em tempos de quarentena e, inclusive, muitos síndicos restringiram o acesso para evitar aglomerações. Porém, também é possível absorver a vitamina D sem sair do apartamento.

Para isso, basta abrir as janelas de casa e ficar próximo de alguma delas e deixar os braços e pernas expostos por 20 minutos. Não é necessário vestir roupas de banho ou deitar-se ao sol, como as pessoas fazem na praia, mas é importante abrir a janela, pois o vidro pode atrapalhar a absorção dos raios ultravioletas, que estimulam a produção de vitamina D.

Pelo mesmo motivo, não é recomendado passar filtro solar. Embora ele seja importante para prevenir o câncer de pele, essa exposição controlada ao sol é benéfica para o organismo.

Ficar com os braços e pernas expostos ao sol já é o suficiente para garantir a quantidade necessária de vitamina D. (Fonte: Shutterstock)

Tomar suplementos de vitamina D traz o mesmo resultado?

Sim. Os suplementos de vitamina D podem ser um suporte importante para quem não consegue absorver a quantidade necessária desse nutriente de forma natural. Porém, ele deve ser utilizado apenas com recomendação médica.

Afinal, uma quantidade maior que o necessário de vitamina D no organismo pode causar excesso de cálcio no sangue e levar à formação de cálculos renais, entre outros problemas de saúde.

Dessa maneira, o recomendado é que as pessoas que estão em quarentena deem preferência para a absorção do nutriente pela forma natural, tomando sol em sacadas ou em frente às janelas. Assim, é possível manter a absorção de vitamina D em níveis saudáveis, sem quebrar a quarentena e sem se expor aos riscos da covid-19.

Fontes: Hospital Sírio-Libanês, Hospital Oswaldo Cruz.