Covid-19: São Paulo apresenta queda no número de internados

16 de novembro de 2021 3 mins. de leitura
Estado registrou 3,5 leitos ocupados para tratar a doença e já tem 100% da população vacinada com a primeira dose

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

O Estado de São Paulo chegou ao menor número de pessoas internadas para tratar sintomas da covid-19 desde abril de 2020, data em que a pandemia ainda estava iniciando no território brasileiro.

Segundo os dados oficiais do governo estadual, em 26 de outubro de 2021 foram contabilizadas 3.521 pessoas hospitalizadas, mantendo a média pelo quarto dia consecutivo abaixo dos 3,6 mil pacientes e com tendência de queda. Desse total, 1.677 estão em tratamento intensivo em UTIs, cuja taxa de ocupação atual é de 27,1%, enquanto os demais são leitos clínicos comuns.

Ocupação de leitos comuns e de UTI estão em queda.
Ocupação de leitos comuns e de UTI está em queda. (Fonte: Governo do Estado de São Paulo/Reprodução)

Até o momento, o estado acumula 4,4 milhões de casos e 151,6 mil óbitos por complicações da doença, além de 4,2 milhões de recuperados que precisaram ou não de internação em hospitais. Os dados são do governo de São Paulo, que mantém uma base de informações diariamente atualizada sobre o combate ao novo coronavírus na região.

Segundo a Agência Brasil, quatro hospitais do estado localizados em Bauru, Baixada Santista, Santo André e Araraquara, que eram referência no atendimento à covid-19, chegaram a passar mais de uma semana sem novas internações por causa da doença.

Vacinação e medidas sanitárias

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), o número de casos e óbitos no continente chegou ao menor nível dos últimos 12 meses. Essa queda em paralelo com os números de um estado de grande concentração de população, como São Paulo, indica a efetividade das ações sincronizadas de manutenção de cuidados sanitários, como distanciamento social e uso de máscaras, bem como o avanço da vacinação entre mais faixas etárias.

Entretanto, a entidade alerta que população e órgãos públicos devem “permanecer vigilantes” para que os casos não voltem a subir com a flexibilização de medidas. Ao todo, ainda segundo a Opas, 44% das pessoas na América Latina e no Caribe completaram a imunização. A grande maioria das doses foi fornecida pelo consórcio Covax, iniciativa encabeçada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

No caso de São Paulo, o estado chegou na segunda-feira (25) ao nível de 100% dos adultos vacinados com ao menos uma dose contra a covid-19, sendo que 86% dos adultos já estão com o ciclo completo — ou seja, com as duas doses ou aplicação única, dependendo da vacina utilizada.

A vacinação no estado chegou a 100% da população com ao menos a primeira dose aplicada.
A vacinação no estado chegou a 100% da população com ao menos a primeira dose aplicada. (Fonte: Governo do Estado de São Paulo/Reprodução)

A imunização na região começou em 17 de janeiro deste ano e agora está em duas frentes diferentes: a aplicação da dose de reforço e o início da vacinação para adolescentes.

Fonte: Governo de São Paulo, Agência Brasil.

Este conteúdo foi útil para você?

110070cookie-checkCovid-19: São Paulo apresenta queda no número de internados