Problemas de saúde incentivam prática da corrida, aponta pesquisa

30 de março de 2020 3 mins. de leitura
De acordo com uma análise realizada pela Strava, o grande incentivo dos corredores são os benefícios à saúde
Correr é uma atividade física que oferece diversos benefícios para a saúde tanto física quanto mental, porém muitas pessoas começam a praticá-la e não continuam por se depararem com dificuldades e barreiras. Pensando na motivação daqueles que não desistiram, a Strava criou a pesquisa Why We Run. A empresa, que tem um aplicativo de corrida, fez diversas perguntas para seus usuários para entender o incentivo por trás da atividade. A prática pode ser fisicamente dolorosa, gerar desconforto e, ainda por cima, depende muito da força de vontade do atleta. Mas se existem tantos corredores relutantes (28%) e tão poucos apaixonados (14%), qual é o incentivo que não os deixa desistirem?
(Fonte: Pexels)
No Brasil, o principal incentivo, com 22% das respostas, é a saúde. Mais especificamente, um problema de saúde ou um “susto” foi um dos grandes motivadores para que muitos amarrassem os cadarços e dessem início a um novo hábito. Além disso, o prazer proporcionado pela prática esportiva caiu no gosto dos brasileiros, tanto que cada vez mais pessoas se interessam pelas corridas de rua, principalmente quando as praticam com amigos, grupos ou equipes. A linha de chegada é o momento mais esperado: 50% dos brasileiros amam o fim da prova. Nosso país também se destacou em outros aspectos da pesquisa, quando comparado a outras nações: 27% dos brasileiros gostam de planejar suas rotas e 15% amam os primeiros quilômetros da corrida. O mais impressionante é que 17% acordam empolgados para correr — no resto do mundo, a média é de 8%.
(Fonte: Pexels)‌‌
A pesquisa mostrou que o incentivo para correr diariamente costuma ser a busca por um objetivo ou plano de treinamento específico, ambos com 41% das respostas. Muitos dos atletas se sentem culpados quando não correm, mas esse não foi o caso dos brasileiros; por aqui, apenas 4% falaram sobre esse sentimento. As grandes mudanças são, de fato, o fator que mais incentiva os primeiros passos. A saída dos filhos de casa, por exemplo, foi o que fez com que 57% dos corredores brasileiros começassem o novo hábito. A corrida traz vantagens para o bem-estar físico, como diminuir a incidência de doenças cardiovasculares e ajudar o tratamento da diabetes, mas a saúde mental também se beneficia; 15% dos japoneses que participaram da pesquisa correm para diminuir a ansiedade, mas no Brasil esse número cai para 5%. A verdade é que não importa qual é o seu motivo: sempre é uma boa hora para começar um novo esporte e se dedicar a ter maior qualidade de vida. No entanto, o ideal é não esperar um susto dado por um problema de saúde, afinal, dependendo do problema, talvez ele impeça a prática do esporte. Quem decide dar os primeiros passos deve, primeiro, conversar com um profissional da área e saber se a corrida é a melhor escolha, então é recomendado começar devagar, conhecer seus limites e superá-los aos poucos. O que importa não é a velocidade com que você cruza a linha de chegada, e sim a satisfação de terminar mais uma corrida. Fonte: Why We Run.
Gostou? Compartilhe!