Covid-19: gestores hospitalares terão prioridade na vacinação

27 de abril de 2021 3 mins. de leitura
Em resposta à solicitação da FBAH, o Ministério da Saúde incluiu gestores e administradores hospitalares na imunização

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

A Federação Brasileira de Administradores Hospitalares (FBAH) enviou ao Ministério da Saúde em 2 de fevereiro de 2021 uma solicitação de inclusão de gestores e administradores hospitalares como profissionais da área da saúde, uma pauta antiga da entidade. O motivo principal do pedido é que esses colaboradores, sendo reconhecidos como tal, passem a fazer parte do grupo prioritário de vacinação contra o novo coronavírus.

Em 25 de fevereiro de 2021, o Ministério da Saúde publicou a Nota Técnica n. 115/2021-DEIDT/SVS/MS, através do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis, e atendeu ao pedido da FBAH, passando a considerar gestores e administradores hospitalares que estejam atuando na linha de frente contra a covid-19 como parte do grupo prioritário de imunização.

O documento foi assinado por Laurício Monteiro Cruz, diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis. A nota reitera, em sua conclusão, que “os grupos previstos são preliminares, passíveis de alteração a depender das indicações e contraindicações da vacina após aprovação da Anvisa, assim como da disponibilidade de doses”.

A indicação na publicação é que, à medida que os laboratórios disponibilizem lotes da vacina, o Programa Nacional de Imunização traga novas orientações a respeito das grades de distribuição e quanto aos cronogramas de vacinação, inclusive dos grupos prioritários. Todos os dados ficam disponíveis na página oficial do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina (PNO).

O cronograma de vacinação, mesmo dos grupos prioritários, está sujeito à disponibilidade de doses e orientação do PNO. (Fonte: Unsplash)
Cronograma de vacinação, mesmo dos grupos prioritários, está sujeito à disponibilidade de doses e à orientação do PNO. (Fonte: Unsplash)

Parecer e orientação da FBAH em relação à decisão do MS

Marcio Gonçalves Moreira, presidente da federação, garantiu que a notícia vem em um bom momento, considerando a situação grave que o País vive diante da pandemia do coronavírus, com o número de casos e óbitos aumentando diariamente e somando mais de 12 milhões de casos confirmados e mais de 300 mil mortes. 

Devido a isso, a orientação da FBAH é que os trabalhadores que se encontram nesse grupo procurem o quanto antes os locais de vacinação de sua cidade. A recomendação é que o profissional leve consigo um documento que comprove sua atuação e uma cópia da Nota Técnica n. 115/2021-DEIDT/SVS/MS, uma vez que ainda se trata de uma decisão recente.

A FBAH recomenda que os gestores e administradores busquem os locais de vacinação o quanto antes. (Fonte: Unsplash)
FBAH recomenda que gestores e administradores hospitalares vão aos locais de vacinação o quanto antes. (Fonte: Unsplash)

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Ministério da Saúde.

Este conteúdo foi útil para você?

90450cookie-checkCovid-19: gestores hospitalares terão prioridade na vacinação