Medicina: como escolher a especialização ideal para você?

27 de setembro de 2019 3 mins. de leitura
Formados na área têm uma grande variedade de opções de atuação no mercado de trabalho

Ingressar em um bom curso de Medicina é o sonho de muitos jovens. Ter o próprio consultório, trabalhar em hospitais, realizar cirurgias complexas, tratar doenças, pesquisar novos tratamentos e melhorar a qualidade de vida dos pacientes são algumas das funções que atraem os aspirantes a médicos.

Desde o início do curso, são apresentados para os alunos os inúmeros caminhos que podem ser traçados pelos profissionais da área, e isso pode ser assustador para os estudantes, que ficam perdidos em meio a tantas opções de carreira.

Quando o curso de Medicina termina, o aluno pode escolher entre uma pós-graduação e uma residência médica. E, para se declarar um médico especialista, ele precisa passar em uma prova de título da Associação Brasileira de Medicina. De acordo com a Resolução nº 1.634/2002, art. 04 do Conselho Federal de Medicina (CFM), é necessário possuir o certificado de residência ou título da área para poder declarar vínculo com a especialidade.

Atualmente, são 54 especialidades da medicina reconhecidas pelo CFM, por isso é comum que muitos recém-formados se desesperem na hora de tomar uma decisão que irá refletir em toda a sua carreira profissional.

Quais são as especializações?

  • Acupuntura
  • Alergia e imunologia
  • Anestesiologia
  • Angiologia
  • Cancerologia
  • Cardiologia
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia da mão
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia do aparelho digestivo
  • Cirurgia geral
  • Cirurgia plástica
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Endocrinologia e metabologia
  • Endoscopia
  • Gastroenterologia
  • Genética médica
  • Geriatria
  • Ginecologia e obstetrícia
  • Hematologia e hemoterapia
  • Homeopatia
  • Infectologia
  • Mastologia
  • Medicina de emergência
  • Medicina de família e comunidade
  • Medicina do trabalho
  • Medicina de tráfego
  • Medicina esportiva
  • Medicina física e reabilitação
  • Medicina intensiva
  • Medicina legal e perícia médica
  • Medicina nuclear
  • Medicina preventiva e social
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Nutrologia
  • Oftalmologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Otorrinolaringologia
  • Patologia
  • Patologia clínica/médica laboratorial
  • Pediatria
  • Pneumologia
  • Psiquiatria
  • Radiologia e diagnóstico por imagem
  • Radioterapia
  • Reumatologia
  • Urologia

Profissões em alta

Antes de escolher uma especialização, é importante saber as que estão em expansão e que as têm maior retorno financeiro, caso essas sejam prioridades para você. Se você busca uma especialização que tenha uma alta demanda na atualidade independentemente dos ganhos financeiros imediatos, considere medicina da família, geriatria e pediatria. Os profissionais dessas áreas são extremamente importantes, especialmente para a população carente.

Se o seu objetivo for retorno financeiro rápido, as especializações em cirurgia plástica, dermatologia, ginecologia, psiquiatria forense e perícia médica são boas apostas.

Como escolher a especialização ideal?

Escolher uma especialidade médica é uma tarefa que exige bastante pesquisa, estudo e uma boa dose de autoconhecimento. Afinal, trata-se não apenas da rotina de trabalho, mas também do estilo de vida que você irá levar, já que alguns ramos exigem mais flexibilidade de tempo do profissional.

Pense sobre os ramos da medicina que você mais gosta de estudar e busque saber como é a rotina do médico em cada uma dessas especialidades, considerando também os estilos de pacientes, o ambiente, a jornada de trabalho, a remuneração e as férias.

Aproveite os 6 anos de graduação para explorar ao máximo cada especialidade e refletir com cuidado e atenção antes de tomar uma decisão. Preste atenção nas aulas e lembre-se também das tarefas que você não gosta de fazer ou que geram desconforto. Se, mesmo assim, você se sentir perdido, é válido buscar testes vocacionais para entender o que se encaixa melhor com a sua personalidade e suas expectativas para o futuro.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Fontes: Unipê, Educa Mais Brasil.

Gostou? Compartilhe!