Braço direito da medicina, a função é uma das mais versáteis no setor

A biomedicina é uma área da saúde que se expandiu, tornando-se uma das atuações mais relevantes no campo da pesquisa médica. Os profissionais desse setor precisam ter um perfil analítico e curioso, sempre buscando novas descobertas sobre seus objetos de estudo. Quem escolhe entrar nessa área abre um leque de oportunidades de até dez setores para trabalhar, podendo atuar com criminologia, análises ambientais e até mesmo estética.

(Fonte: Wikipedia)‌‌

O Conselho Federal de Biomedicina descreve a profissão como “responsável pela identificação, classificação e estudo dos microrganismos causadores de enfermidades”. Além disso, o biomédico é encarregado de desenvolver novos medicamentos e vacinas para combater doenças.

As constantes pesquisas desenvolvidas permitem ocupar cargos nas polícias Federal e Civil, ajudando na resolução de crimes por meio da análise de tecidos e exames de biologia molecular.

O estudo do corpo humano e suas peculiaridades

A biomedicina é fundamental para manter o bem-estar geral da população, zelando pelo equilíbrio do corpo humano e das doenças que o acometem. Na biologia molecular, exerce importante função na compreensão do campo da genética. Inclusive, os estudos sobre possíveis curas para o câncer partem diretamente da biomedicina, que está envolvida na busca de terapias gênicas para a doença.

Os biomédicos também são responsáveis por viabilizar a inseminação artificial, participando de todas as fases do procedimento, desde a coleta de amostras até a inserção do embrião no útero. Ainda, participam do desenvolvimento de procedimentos estéticos não cirúrgicos.

Zelo pelo meio ambiente

(Fonte: Pixnio/Bicanski)‌‌

Você já deve ter percebido que o biomédico é uma espécie de superprotetor do bem-estar humano, não é mesmo? Mas há quem não saiba que a biomedicina também auxilia causas ambientais. Analisando a presença de agentes químicos ou biológicos na natureza, o profissional tem a função de detectar casos de contaminação e poluição do meio ambiente.

A biomedicina é necessária também para a saúde do nosso planeta, que cada vez mais é afetado pelas ações humanas e necessita de ajuda para frear o aquecimento global causado pela destruição progressiva da camada de ozônio.

Os biomédicos são profissionais atentos aos detalhes da área e responsáveis por grande volume de pesquisa científicas em busca de soluções para a saúde pública.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Fontes: Conselho Federal de Biomedicina, Unigranrio, Ministério da Saúde.