Homens com idade entre 25 e 40 anos têm maior predisposição à contração da doença

A tuberculose é uma doença altamente contagiosa, que afeta principalmente os pulmões. Ela se desenvolve com maior facilidade em indivíduos com o sistema imunológico fragilizado, como os portadores do vírus da imunodeficiência humana (HIV).

Alguns fatores podem facilitar a sua contração, como uso de drogas e abuso de bebidas alcoólicas. Outra questão que parece estar relacionada é o gênero.

Por que ela atinge mais os homens?

Segundo informações do Ministério da Saúde, homens entre 25 e 40 anos são mais afetados pela tuberculose, fato que pode estar conectado ao estilo de vida dessas pessoas.

De acordo com estudos realizados pela Revista Portuguesa de Pneumologia, isso acontece porque eles são mais propensos a sofrer com casos de silicose, uso de drogas, abuso de álcool, doença pulmonar obstrutiva crônica, infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) e câncer de pulmão — fatores que podem interferir nas defesas do organismo na hora de combater a bactéria Mycobacterium tuberculosis.

(Fonte: Shutterstock)

O que é tuberculose?

A tuberculose — causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch — é uma doença contagiosa, que pode afetar pulmões, ossos, rins e meninges.

Sua transmissão ocorre por vias aéreas, através do contato com os bacilos espalhados por tosse, fala ou espirro da pessoa infectada. Os principais sintomas são tosse por mais de 3 semanas (com muco ou sangue), febre vespertina, sudorese noturna e emagrecimento repentino.

A doença pode se desenvolver de diferentes formas; as mais comuns são a primária, a pós-primária, a pulmonar e pós-pulmonar. Existem casos, como na infecção tuberculosa, em que o indivíduo pode ter bacilos em seu organismo, mas não adoecer.

(Fonte: Shutterstock)

Estratégias contra o fim da tuberculose

Em 2017, foi traçado pelo Ministério da Saúde do Brasil um plano conhecido como “Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose”, a fim de reduzir os casos da doença. A meta é idealizada a partir de orientações estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2018 foram registrados 72,8 mil novos casos. Os dados em nível mundial também são alarmantes, com cerca de 10 milhões de ocorrências, que provocam a morte de 1 milhão de pessoas todos os anos.

Tratamento disponível no SUS

A doença pode ser tratada gratuitamente, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). São oferecidos medicamentos para a tuberculose sensível, resistente e também para a infecção latente pelo Mycobacterium tuberculosis. Além disso, a fim de alertar os homens sobre os riscos da bactéria, o Ministério da Saúde lançou uma campanha com instruções acerca de sintomas, prevenção e tratamento.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Fontes: Ministério da Saúde, Secretaria de Saúde do Paraná, Secretaria de Saúde de São Paulo, Revista Portuguesa de Pneumologia.