Pacientes apresentam transtornos mentais após covid-19

11 de junho de 2021 3 mins. de leitura
Estudo realizado nos Estados Unidos indica que a saúde mental está sendo alvo do novo coronavírus

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

Segundo informações da Agência Brasil, um estudo publicado na revista Lancet Psychiatry que contou com a participação de 230 mil pacientes, a maioria norte-americanos, apresentou um dado que chamou a atenção de médicos e cientistas: um em cada três sobreviventes da covid-19 foi diagnosticado com algum distúrbio cerebral ou psiquiátrico em até seis meses após a internação pela doença.

Os cientistas responsáveis pelo estudo afirmaram que ainda não está claro como o vírus é capaz de impactar a saúde mental dos pacientes. Entre os diagnósticos, foram detectados casos de 14 distúrbios, como ansiedade e depressão, além disso, algumas pessoas tiveram o desenvolvimento de derrame e demência, que estariam relacionados aos casos graves da doença.

“Nossos resultados indicam que doenças cerebrais e distúrbios psiquiátricos são mais comuns após a covid-19 do que após gripe ou outras infecções respiratórias”, explicou Maxime Taquet, psiquiatra da Universidade de Oxford, um dos coautores do estudo.

Um em cada três sobreviventes da covid-19 foi diagnosticado com algum distúrbio mental. (Fonte: Shutterstock)
Um em cada três sobreviventes da covid-19 foi diagnosticado com algum distúrbio mental. (Fonte: Shutterstock)

Transtornos mentais mais comuns após covid-19

Antes desse estudo ser publicado, outra pesquisa já havia detectado dados parecidos. Em 2020, os mesmos pesquisadores encontraram 20% dos sobreviventes do novo coronavírus com o desenvolvimento de algum problema psiquiátrico após três meses da alta de internação. 

Sendo que, entre os distúrbios mentais mais comuns, pode-se citar: 17% com ansiedade e 14% com distúrbios de humor. Nos casos em que os pacientes foram internados em um tratamento intensivo devido à gravidade da situação, 7% tiveram derrame e 2% apresentaram demência. 

“Embora os riscos individuais para a maioria dos distúrbios tenham sido pequenos, o efeito para toda a população pode ser substancial”, disse o professor de Psiquiatria Paul Harrison, de Oxford, que participou do estudo.

Segundo pesquisa, a saúde mental da população brasileira piorou 53% durante a pandemia. (Fonte: Shutterstock)
Segundo pesquisa, a saúde mental da população brasileira piorou 53% durante a pandemia. (Fonte: Shutterstock)

Doenças neurológicas no Brasil pioraram durante a pandemia

O Instituto Ipsos realizou uma pesquisa sobre o impacto da covid-19 na saúde mental dos brasileiros. Segundo a BBC, a saúde mental da população piorou 53% durante a pandemia, ou seja, mais da metade entrevistada apresentou algum problema, destacando-se em um índice superior à média de 30 países que participaram da pesquisa.

“A gente já havia percebido isso em outra pesquisa global que fizemos em março do ano passado, quando 41% dos brasileiros relataram ter sintomas como ansiedade, insônia ou depressão já por consequência da pandemia”, disse à BBC a gerente de pesquisas digitais do Ipsos, Helena Junqueira.

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Agência Brasil, BBC.

Este conteúdo foi útil para você?

94620cookie-checkPacientes apresentam transtornos mentais após covid-19