Pandemia afeta saúde mental de 80% dos profissionais da área

8 de maio de 2021 3 mins. de leitura
Problemas de saúde mental em meio ao trabalho exaustivo de combate ao vírus se tornaram frequentes em 2020

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

A pandemia da covid-19 afetou a saúde mental dos profissionais da Saúde que trabalham na linha de frente do combate ao novo coronavírus. De acordo com uma pesquisa desenvolvida pelo Núcleo de Estudos da Burocracia da Fundação Getúlio Vargas (FGV), 80% desses profissionais tiveram algum problema de saúde mental no último ano.

Segundo informações da Agência Brasil, o estudo ouviu cerca de 1.829 profissionais que trabalham na Saúde, nos mais diversos campos, como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, agentes de saúde comunitária, entre outros. A pesquisa da FGV é a quarta etapa de um acompanhamento que iniciou em abril de 2020, para captar as percepções dos profissionais de Saúde em meio a pandemia.

Segundo a pesquisa da FGV, 80% dos profissionais de saúde tiveram algum problema de saúde mental em 2020 durante a pandemia. (Fonte: Shutterstock)
Segundo a pesquisa da FGV, 80% dos profissionais de saúde tiveram algum problema de saúde mental em 2020 durante a pandemia. (Fonte: Shutterstock)

“O que a pesquisa mostra é que a situação deles piorou em termos emocionais e da própria saúde. Porque eles estão há um ano na ativa, sem parar, sem licença ou descanso, ao mesmo tempo que as condições materiais deles não melhoraram”, comentou uma das autoras do estudo, a pesquisadora da FGV Gabriela Lotta para a Agência Brasil.

Além disso, o levantamento constatou que mais de dois terços dos profissionais (69%) relataram não se sentir preparados para lidar com a pandemia. Cerca de 87% declarou sentir medo; 67%, ansiedade; 58%, outros sentimentos em comum foram o cansaço; 50%, tristeza devido a todo o contexto.

Apoio para cuidados com a saúde mental é baixo

Profissionais da Saúde dão tudo de si para cuidar dos pacientes, mas recebem pouca atenção em relação ao cuidado com a própria saúde mental durante o período de pandemia. (Fonte: Shutterstock)

Em relação ao atendimento para cuidar dessa carga de emoções, apenas 19% dos profissionais da Saúde revelaram ter algum tipo de suporte para lidar com a sua saúde mental atual. “Eles estão em sofrimento e não têm recebido apoio para lidar com esse sofrimento”, comentou Lotta.

De acordo com a pesquisadora, o avanço foi baixo para ajudar os profissionais a lidar com a doença, não houve uma preparação desses colaboradores nem melhorias na distribuição de equipamentos de proteção.

Entre os profissionais da Saúde que responderam à pesquisa, 31% revelaram ter sido infectados pela covid-19. Enquanto 86% já receberam as doses da vacina para se protegerem contra o novo coronavírus.

População sofre com questões de saúde mental

Além dos profissionais de Saúde que lidam na linha de frente de combate à doença, a população também sofre em relação aos sentimentos gerados pela pandemia. Segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde, entre os dias 23 de abril e 15 de maio de 2020, a ansiedade foi o transtorno mais presente nesse período da sociedade brasileira. 

Os dados compilados demonstram que 86,5% dos voluntários que responderam à pesquisa têm algum quadro de ansiedade, 45,5% demonstraram moderada presença do transtorno de estresse pós-traumático e 16%, uma baixa proporção, a depressão.

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Agência Brasil, Notícia Casa Civil.

Este conteúdo foi útil para você?

91690cookie-checkPandemia afeta saúde mental de 80% dos profissionais da área