Quais são as substâncias nocivas encontradas em alimentos? - Summit Saúde

Quais são as substâncias nocivas encontradas em alimentos?

14 de outubro de 2022 4 mins. de leitura

Na maioria dos casos, elas só prejudicam a saúde se consumidas em enormes quantidades

Publicidade

Além de ter nutrientes essenciais para uma dieta saudável, alguns alimentos podem ser fonte de substâncias nocivas para o organismo. De bananas, ameixas e maçãs a batatas, tomates e couves, muitas frutas, verduras e hortaliças têm esses benefícios e malefícios.

Substâncias prejudiciais à saúde também são encontradas nos alimentos industrializados, que fazem sucesso devido à praticidade. A boa notícia é que, na maioria dos casos, as toxinas só causam danos quando há o consumo em grandes quantidades dos produtos.

Conheça seis substâncias nocivas que podem estar na sua comida.

1. Solanina

Batatas têm boas doses de solanina. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Toxina natural presente em maior quantidade nas batatas, a solanina é um glicoalcaloide que age como fungicida ou pesticida. Em grandes doses, ela causa problemas gastrointestinais, paralisia e alucinações, podendo levar à morte em casos mais raros. Consumir pequenas porções do tubérculo não faz mal, mas comer dezenas de batatas grandes, de uma vez, pode ser arriscado.

2. Nitratos

As verduras são associadas a vários benefícios para a saúde, contendo nutrientes que previnem o câncer e doenças do coração. Porém, elas também têm nitratos, oriundos dos fertilizantes e da água usada no cultivo.

Consumidos em excesso, eles se tornam tóxicos e perigosos, principalmente para as crianças. Alface, cenoura, couve e rabanete estão entre as maiores fontes desses agentes.

3. Glicosídeos cianogênicos

Comer grandes quantidades de maçã, de uma vez, não é uma boa ideia. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Os glicosídeos cianogênicos estão presentes nas sementes de maçãs e, internamente, nas partes carnosas das sementes de pêssegos, ameixas e cerejas. A intoxicação associada a eles inclui os sintomas: vertigem, dor de cabeça e vômito, além de dificuldades respiratórias e falência renal em casos extremos. Mas o perigo acontece somente na ingestão exagerada dos alimentos, como ingerir mais de 20 maçãs e todas as suas sementes de uma só vez, por exemplo.

4. Lectinas

Antioxidantes, ferro, manganês, glicose, magnésio, fibra e ácido fólico não são as únicas substâncias encontradas em feijões, grão-de-bico, lentilhas, amendoins, ervilhas e outras leguminosas. Elas também têm lectinas, um tipo de proteína não processada pelo sistema digestivo.

Por causa dessa incompatibilidade, as lectinas causam intolerância em muitas pessoas, resultando em dor no estômago, inchaço e síndrome do intestino irritável dependendo da quantidade consumida.

Leia também:

5. Cumarina

A canela-da-china é a mais rica em cumarina. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Até a canela é capaz de provocar danos à saúde, graças à cumarina. Amplamente utilizada na indústria de cosméticos, a substância também tem presença constante nas comidas, como aromatizante, mas o seu uso diminuiu após a descoberta de que ela deteriora o fígado.

6. Glutamato monossódico

Embora as autoridades considerem seu consumo seguro em baixas quantidades, o glutamato monossódico tem riscos. Comum em salsichas e sopas enlatadas, entre outros alimentos industrializados, ele pode destruir as células nervosas, causar danos cerebrais e atrasar o desenvolvimento do sistema nervoso nas crianças.

A ação da substância no organismo em doses maiores estimula o aparecimento de doenças como Parkinson e Alzheimer.

Quer saber mais? Assista aqui à opinião e à explicação de nossos parceiros especialistas em Saúde.

Fonte: eCycle

142495cookie-checkQuais são as substâncias nocivas encontradas em alimentos?

Webstories