5 tecnologias e descobertas que mudaram a história da medicina

23 de agosto de 2019 3 mins. de leitura
Conheça algumas das invenções que revolucionaram a área da saúde.

Diversas descobertas científicas e tecnológicas fizeram com que a área da saúde avançasse. Seja na busca por tratamentos e curas, seja descobrindo novas doenças ou aprimorando técnicas, elas auxiliaram o progresso da medicina como um todo. Confira abaixo algumas das inovações que fizeram história e revolucionaram a medicina.

Vacina

Desde a criação da vacina contra a varíola, no século XVIII pelo britânico Edward Jenner, várias outras surgiram para evitar doenças como sarampo, caxumba, rubéola, poliomielite, tuberculose, tétano, meningite e hepatite. A imunização geral da população fez com que diversas dessas doenças fossem erradicadas em alguns países, melhorando a qualidade de vida e diminuindo a mortalidade, principalmente a infantil.

Antibióticos

Durante milhares de anos, os seres humanos morreram por causas hoje quase inimagináveis. Sofrer pequenos cortes ou pisar em um prego poderia ser fatal, pois muitas infecções não tinham tratamentos eficazes até a descoberta da penicilina, por Alexander Fleming, em 1928. A partir dela foram produzidos os antibióticos modernos, utilizados em tratamentos contra infecções bacterianas e doenças como sífilis, gonorreia, tuberculose e pneumonia.

Raios X

A dificuldade de diagnóstico sempre foi um empecilho para o tratamento de diversas doenças, mas diminuiu consideravelmente quando o físico alemão Wilhelm Roentgen descobriu os raios x, em 1895. Apesar da invenção na área da física, a aplicação mais significativa do recurso foi na medicina, no uso do diagnóstico por imagem. Com eles, os médicos puderam identificar mais facilmente não apenas ossos quebrados mas também doenças como tuberculose e tumores cancerígenos.

DNA

Francis Crick, James Watson e Maurice Wilkins descobriram, em 1953, a estrutura molecular do DNA. Essa experiência possibilitou o início da busca pelo mapeamento genético, fazendo com que pudesse haver uma compreensão maior do funcionamento e desenvolvimento dos seres vivos.

Na medicina, o DNA pode ter várias aplicações, desde a criação de tratamentos e medicamentos mais adequados, passando pelo estudo das doenças genéticas, até a parte forense, com o uso do DNA para identificar criminosos, vítimas, paternidade etc.

Robótica

Mais recentemente, a robótica vem ajudando médicos a realizarem cirurgias cada vez menos invasivas e mais precisas. Com o auxílio de câmeras para uma melhor visualização, os profissionais podem controlar braços de robôs e efetuar o procedimento no paciente. Algumas das vantagens do uso da robótica na medicina são menor risco de infecção e sangramentos, recuperação mais rápida e maior precisão em áreas de difícil acesso.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Fontes: Tecmundo, Drauzio Varella, Sociedade Paulista de Radiologia, ICPR.

Gostou? Compartilhe!