Medicina robótica é o futuro do setor da saúde?

26 de agosto de 2021 4 mins. de leitura
Utilização de robôs na medicina abre espaço para melhorias no atendimento e permite automatização de processos

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

O uso de robôs no campo da medicina tem se tornado cada vez mais comum. Mas quais os reais benefícios do uso de tecnologias avançadas no atendimento médico-hospitalar e como esses recursos têm sido aplicados?

Um grande exemplo disso é a Ellie, uma inteligência artificial (IA) criada com financiamento do governo dos Estados Unidos para automatizar os cuidados com a saúde mental no país. 

Além de ser capaz de reconhecer mais de 60 sinais humanos não verbais e propor temas de reflexão sobre a vida de seus pacientes, esse robô demonstra o que podemos esperar para o futuro da medicina nos próximos anos.

Robótica na medicina

Uso de robôs na medicina pode crescer 30% ao ano, diz a Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (SOBRACIL). (Fonte: Shutterstock)
Uso de robôs na medicina pode crescer 30% ao ano, diz a Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (SOBRACIL). (Fonte: Shutterstock)

Cerca de 6 mil brasileiros foram operados com o auxílio da robótica apenas em 2017, segundo os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica (Sobracil). Na época, a entidade chegou a declarar que a expectativa de crescimento desse tipo de prática poderia chegar em 30% ao ano.

Apesar de ainda existir uma preferência pela utilização de profissionais qualificados em procedimentos cirúrgicos, os especialistas conseguem desfrutar da possibilidade de contar com a ajuda de uma tecnologia de última geração para realizarem suas atividades.

Porém, a introdução de novas ferramentas não necessariamente significa a substituição desses seres humanos. O uso de dispositivos robóticos em cirurgias requer que esses mesmos profissionais estejam aptos a operar um braço mecânico que funcionará como uma extensão da mão do cirurgião.

Nesses casos, a utilização de robôs evita que ocorra os tremores característicos das mãos dos humanos e permite o acesso a áreas mais restritas do corpo ao executar movimentos milimétricos com menores chances de erro. Atualmente, a urologia, a ginecologia e alguns tipos de cirurgia torácica e abdominal são os setores da saúde que mais fazem uso desses recursos.

Vantagens no uso de robôs

Robôs permitem execução de movimentos minuciosos em cirurgias. (Fonte: Shutterstock)
Robôs permitem execução de movimentos minuciosos em cirurgias. (Fonte: Shutterstock)

Além de ajudar no aumento da capacidade técnica dos profissionais da saúde, a implementação de robôs na medicina oferece diversas vantagens para a área. Desde o uso de simulações computadorizadas até a criação de chatbots que automatizam boa parte do atendimento de pacientes, o dia a dia nas clínicas e hospitais se tornou mais versátil e pronto para oferecer a melhor experiência para os seus clientes.

Outras vantagens importantes fornecidas por esses recursos são:

  • recuperação acelerada de pacientes;
  • risco de sequelas reduzido consideravelmente;
  • possibilidade de execução de movimentos difíceis para os seres humanos com simplicidade;
  • uso de microcâmeras e visão ampliada em 3D para obter melhor qualidade de imagem de um paciente;
  • maior acesso a outros tipos de cirurgia pela realização de movimentos minuciosos.

Tecnologia e saúde se tornaram importantes aliadas sobretudo durante a pandemia, que acelerou a necessidade humana de desenvolver técnicas profissionais que permitissem o isolamento social e diminuíssem a propagação da covid-19. Por isso, o setor vive em um constante estado de adaptação e vêm aprendendo a lidar com todos os benefícios que a automação de processos pode trazer.

A tendência é que a tecnologia siga se expandindo nos próximos anos. Segundo a SOBRACIL, atualmente existem cerca de 50 robôs para a prática de procedimentos cirúrgicos no Brasil — em comparação, esse número era de apenas três máquinas em 2008. 

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Ware Line, The Guardian, Hospital Sírio Libanês, Rede D’Or São Luiz, SOBRACIL.

Este conteúdo foi útil para você?

99050cookie-checkMedicina robótica é o futuro do setor da saúde?