Médico autônomo: maiores desafios de abrir um consultório médico

27 de setembro de 2019 3 mins. de leitura
Descubra quais são os desafios dos médicos que querem abrir um consultório e o que é preciso para superá-los

Abrir um consultório próprio é o sonho de muitas pessoas que se formam em Medicina. O que não fica claro para todas, no entanto, é que isso pode trazer desafios completamente diferentes daqueles vividos por médicos que atendem em hospitais e clínicas.

Questões administrativas

O principal desafio do médico autônomo que deseja abrir o próprio consultório é entender que isso faz dele também um empreendedor e um administrador — não apenas um médico. Por isso, além de lidar com as questões dos pacientes e estudar profundamente sua área de especialização, torna-se necessário entender muito sobre administração.

Abrir um consultório é abrir um negócio: você precisa adquirir ou alugar um imóvel, controlar os custos operacionais — como água, luz e telefone —, contratar funcionários, gerenciar a agenda, fazer a manutenção dos equipamentos e pagar impostos, como todo empreendedor.

Duas grandes dificuldades que o médico autônomo encontra quando se vê em seu novo consultório é precificar os serviços e fazer um planejamento tributário. O primeiro ponto é complicado para todos os profissionais autônomos, já que o preço é um indicativo que pode atrair ou repelir possíveis pacientes.

Quanto ao planejamento tributário, saber se seu consultório está enquadrado na categoria certa e conferir mensalmente se as taxas estão sendo pagas pode ser difícil para quem nunca fez isso antes. Uma das saídas mais comuns, nesse caso, é a contratação de um contador para auxiliar nas demandas referentes a tributos.

Relacionamento com os clientes

Como parte da vida de administrador do consultório, o médico autônomo deve investir também em cultivar um bom relacionamento com os pacientes, que são clientes do seu negócio. Atrair novos pacientes e fidelizar aqueles que já estão com você exige planejamento, organização e dedicação.

Organizar o histórico dos pacientes para sempre ter disponíveis as informações certas é uma das características mais importantes de um bom médico autônomo. Além disso, manter uma agenda atualizada com consultas marcadas, desmarcadas e remarcadas garante que você nunca vai se atrasar nem precisar cancelar nada na última hora.

Planejar o marketing do consultório é outro aspecto necessário. Hoje em dia, com as redes sociais, é possível utilizar o marketing digital para se promover, falar dos seus serviços, divulgar eventos e mostrar que você é um especialista sério e comprometido com a profissão.

O maior meio de marketing para o médico autônomo, no entanto, é a indicação. Por isso, é necessário manter o consultório moderno e tecnológico, além de investir em sua própria educação. Um bom atendimento, com toda a atenção que seus pacientes merecem, é o melhor cartão de visita.

Médicos que desejam abrir o próprio consultório precisam de muito planejamento e dedicação, mas o esforço vale a pena quando seus pacientes voltam para a segunda consulta.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Fontes: Leucotron, Viver de Medicina.

Gostou? Compartilhe!