Novas tecnologias: avanços no setor da saúde

9 de dezembro de 2019 3 mins. de leitura
Recursos tecnológicos são capazes de transformar o dia a dia de pacientes e profissionais da área
Em 2015, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), brasileiros gastaram cerca de R$ 204,4 bilhões com saúde privada. No entanto, o número de beneficiários tem registrado queda nos últimos anos. Conforme dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), esse número caiu de 25,8% em 2014 para 24,5% no terceiro trimestre de 2017. A tecnologia está ganhando espaço nos hospitais, clínicas e até mesmo na rotina dos pacientes, sendo que, atualmente já se tornou uma necessidade do setor, que busca se reinventar e reduzir custos. Segundo um cálculo do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), R$ 22,5 bilhões dos gastos de operadoras de planos de saúde no País em 2015 foram desperdiçados por consequência de fraudes e procedimentos desnecessários.
(Fonte: Shutterstock)‌‌
A partir de problemáticas como essa surgiram startups como a Carefy, uma plataforma para gestão e monitoramento de pacientes internados, que visa à redução de custos de internação, otimização de processos e melhoria no atendimento; e o Club Saúde, que objetiva baratear os gastos dos usuários com valores mais acessíveis de planos e consultas. Sabe-se que a inteligência artificial tem grande impacto no setor da saúde, por isso, à medida que a tecnologia se torna mais desenvolvida e difundida, espera-se que ajude no diagnóstico de derrames, doenças oculares, cardíacas e outras condições. A nanomedicina é outro campo em evolução, usada principalmente para diagnosticar, tratar e prevenir de maneira eficaz várias doenças. Segundo a Grand View Research, o mercado global de nanomedicina pode valer mais de US$ 350 bilhões até 2025. A realidade virtual também está trazendo bons resultados para a área da saúde. A experiência imersiva e multissensorial que a RV fornece pode beneficiar médicos e pacientes. Com ela, é possível que profissionais recebam treinamentos e pacientes passem por reabilitações psicológicas, como no caso de distúrbios de ansiedade.
(Fonte: Shutterstock)‌‌
A RV é considerada uma ferramenta econômica e eficiente para ensino e tratamento. Segundo a ABI Research, esse mercado de serviços de saúde deve crescer para US$ 285 milhões em 2022. A cirurgia robótica é outra transformação tecnológica que já está chegando aos hospitais, permitindo que os profissionais realizem procedimentos delicados e complexos com o controle de um dispositivo com braços mecânicos conectados a uma câmera. De acordo com a Mayo Clinic, dos Estados Unidos, esse método traz maior precisão, flexibilidade e controle, o que reduz complicações como infecções e resulta em cicatrizes menores, por ser menos invasivo. Embora a transformação tecnológica na medicina ainda enfrente muitos desafios, a tendência é que avance cada vez mais, trazendo novas possibilidades. Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui. Fontes: IBGE, DPE, ANS, IESS, Carefy, Club Saúde, Grand View Search, ABIA Search, Mayo Clinic.
Gostou? Compartilhe!