Tecnologia na medicina: os recursos tecnológicos auxiliam a área da saúde

25 de junho de 2019 4 mins. de leitura
Os avanços tecnológicos têm sido ferramentas poderosas em tratamentos de doenças como o câncer

As tecnologias são pensadas para facilitar o cotidiano das pessoas. Capazes de promover a comunicação, acelerar processos burocráticos e simplificar atividades manuais, os recursos tecnológicos também têm tornado procedimentos médicos muito mais descomplicados. A seguir, vamos conferir de que modo a tecnologia colabora com a medicina para facilitar a rotina de médicos e pacientes em diversas áreas da saúde.

A tecnologia pode promover um diagnóstico rápido e preciso

Uma das primeiras preocupações em uma consulta médica é sobre qual será o diagnóstico do paciente, pois, quanto mais cedo uma doença for descoberta, mais chances ela tem de ser curada.

Para fazer isso, de acordo com o segundo vice-presidente da Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde (ABIIS), Carlos Gouvêa, os médicos podem contar com mais de 500 mil procedimentos tecnológicos, como a ressonância magnética e a tomografia computadorizada, que permitem até que os profissionais observem o paciente em 3D e identifiquem tumores com menos de 2 milímetros.

O vice-presidente explica a importância da precisão e da rapidez desses aparelhos utilizando o câncer de mama como exemplo. Se a doença for descoberta logo no início, as chances de cura são de 95%; enquanto isso, caso o diagnóstico seja tardio, a condição pode matar 95% das pacientes.

Recursos tecnológicos podem facilitar tratamentos

Depois do diagnóstico, a preocupação nos consultórios médicos é quanto ao melhor tratamento. Como cada indivíduo tem um organismo diferente, o clínico precisa procurar o remédio mais adequado para cada situação. É aí que a tecnologia ajuda a medicina mais uma vez, já que, por meio de prontuários eletrônicos e bulários online, o profissional consegue verificar no histórico do paciente quais são as suas particularidades e, assim, identificar rapidamente o medicamento mais apropriado.

Agora, vamos supor que a doença identificada no diagnóstico exija algum procedimento cirúrgico para ser tratada. Os profissionais da saúde também podem contar com os recursos tecnológicos para realizá-lo, uma vez que já existem tecnologias de realidade virtual, inteligências artificiais, imagens em 3D e robôs capazes de fazer cortes pequenos e precisos.

Um bom exemplo é o Hospital de Câncer, em São Paulo, onde os cirurgiões utilizam robôs para operar pacientes com tumores na próstata. O uso é justificado porque a tecnologia apresenta maior precisão e, assim, acaba sendo menos agressiva com o paciente, facilitando também a sua recuperação.

Outro tratamento beneficiado pelo uso da automação na medicina é o de incontinência urinária: já é possível aumentar a quantidade de colágeno e fortalecer a musculatura da vagina por meio de lasers, fazendo com que o quadro clínico melhore.

A tecnologia pode diminuir burocracias

Não é somente a relação entre o médico e o paciente que pode ser beneficiada a partir do uso de novas tecnologias. Processos como a administração de clínicas, o agendamento de consultas e o armazenamento de informações também podem ser otimizados por meio de programas tecnológicos. Usando prontuários eletrônicos que podem ser acessados em qualquer lugar, os profissionais conseguem focar mais no atendimento pessoal do que em processos burocráticos.

Os recursos tecnológicos podem ajudar a fidelizar pacientes

Como o atendimento na área da saúde pode ser bastante melhorado com o uso de tecnologias, a tendência é de que os pacientes se sintam mais satisfeitos depois das consultas, e assim, adquiram confiança no trabalho realizado. Além disso, por meio de recursos tecnológicos é possível manter contato com os clientes, fazendo com que eles se lembrem sempre da experiência e voltem quando necessário.

Curtiu o assunto? Saiba mais sobre inovação e diferentes tecnologias aplicadas à medicina; clique aqui.

Gostou? Compartilhe!