Quais habilidades os profissionais da Saúde devem ter?

9 de novembro de 2020 5 mins. de leitura
Liderança, gestão e empreendedorismo auxiliam na hora de se posicionar com eficiência no mercado

Os médicos e os especialistas da Saúde desempenham uma variedade de funções altamente qualificadas e relevantes. Dessa forma, a competência dos profissionais, ou seja, sua capacidade de responder a situações diversas, é decisiva para a eficiência e a segurança da assistência prestada aos pacientes.

Esses profissionais devem ter aptidão para:

  • resolução de problemas;
  • comunicação interpessoal; 
  • aprendizagem; 
  • trabalho em equipe;
  • planejamento. 

Além dessas, existem outras habilidades necessárias que impactam na qualidade do trabalho desenvolvido, especialmente no caso de consultórios e clínicas.

Alguns problemas encontrados em estabelecimentos de saúde estão ligados à questões organizacionais. A falta de qualificação de médicos para funções administrativas e o acúmulo de tarefas dos profissionais podem prejudicar o trabalho clínico. Por isso, é importante desenvolver noções de empreendedorismo, gestão e liderança.

Dimensões das habilidades

Boa comunicação interpessoal e saber trabalhar em equipe são habilidades fundamentais para os profissionais de Saúde. (Fonte: Shutterstock)
Boa comunicação interpessoal e saber trabalhar em equipe são habilidades fundamentais para os profissionais de Saúde. (Fonte: Shutterstock)

Ser competente significa saber como agir em uma situação. Assim, um profissional é considerado competente não somente por possuir conhecimentos, know-how e aptidões interpessoais, mas também por saber criar combinações de recursos que lhe permitem gerir situações profissionais.

Na Saúde, as habilidades de um médico e de qualquer outro profissional são complexas e incluem múltiplas dimensões. A atuação deles exige integridade, ética, responsabilidade, motivação, empatia, altruísmo e a busca da excelência por meio do aprendizado ao longo da vida.

O rol de competências do profissional também abrange aptidões cognitivas (conhecimento adquirido), técnicas (como o know-how cirúrgico), relacionais (por exemplo trabalhar em equipe) e também dimensões emocionais ou de pensamento, como a capacidade de superar a incerteza e a ansiedade, de apresentar inteligência emocional, bem como de reconhecer e corrigir erros.

Importância da gestão

Além das habilidades inerentes à profissão, os profissionais da Saúde devem desenvolver competências relacionadas à gestão, devido à alta competitividade acirrada no setor. O mercado tem exigido que as organizações adotem meios para otimizar processos, reduzir custos e aprimorar produtos e serviços.

O gerenciamento é capaz de coordenar um conjunto de recursos, como conhecimentos, habilidades, técnicas e ferramentas, para garantir a execução correta de ações específicas. No segmento de Saúde, a gestão de projetos pode estar ligada a diferentes áreas, como melhoria de rotinas internas para reduzir filas, informatizar prontuários ou ainda refinar o preenchimento de anamneses.

Entre as competências necessárias para quem deseja trabalhar no setor, as principais são a de lidar com profissionais de outras áreas e ter perspicácia para reparar as possíveis falhas do projeto. Cabe ao profissional da Saúde que faz a gestão a tarefa de conhecer profundamente a organização para alinhar seus objetivos com as estratégias do negócio.

Responsabilidades do gestor de saúde

Gestão em saúde é fundamental para garantir qualidade no atendimento aos pacientes. (Fonte: Shutterstock)
Gestão em saúde é fundamental para garantir qualidade no atendimento aos pacientes. (Fonte: Shutterstock)

O gestor de saúde deve gerenciar recursos humanos, financeiros, sanitários e logísticos de estabelecimentos de saúde, bem como administrar processos e analisar todas as necessidades e demandas de serviços para garantir a segurança, a saúde e a prestação de um serviço com qualidade para os pacientes.

A área da Saúde, muitas vezes, requer tomadas de decisões muito rápidas. Assim, os gestores devem identificar os problemas de forma sistemática para uma proposição de soluções céleres. Isso requer uma combinação de uma capacidade analítica e técnica ao mesmo tempo que exige flexibilidade e proatividade.

O profissional deve ter um bom espírito de liderança para ser capaz de coordenar, demandar e ajudar a sua equipe a alcançar os objetivos propostos. E ainda manter sob seu controle a organização de atividades, interagindo em harmonia com todos os seus colaboradores. A tecnologia pode ser uma importante aliada para ajudar o gestor a cumprir a sua missão.

Plataforma de aprendizado

Para aprimorar as habilidades dos profissionais da Saúde em áreas mais administrativas, a plataforma de streaming Jaleko oferece uma série de cursos, artigos, vídeos e até questionários que englobam o universo do empreendedorismo direcionado a estudantes de Medicina.

O site aborda tópicos que tratam sobre o momento econômico para gestores de saúde até dicionários com palavras que podem aperfeiçoar o vocabulário do aluno no universo dos negócios e empreendedorismo médico.

Fundada por estudantes de Medicina, a startup de educação surgiu em 2011, devido à necessidade do aprendizado moderno e prático diante de problemas encontrados pelos estudantes em relação à logística de estudo.

Confira a programação completa do maior congresso de saúde do Brasil e garanta sua inscrição.

Fontes: Artmed, Ipog.

Gostou? Compartilhe!