Circulação correta do ar pode evitar casos de covid-19

9 de julho de 2021 4 mins. de leitura
Chances de contaminação pelo novo coronavírus em locais fechados são maiores

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

Após o início da infecção causada pelo Sars-CoV-2 em 2019, algumas medidas de prevenção já se tornaram rotina para a população mundial, como: utilizar máscaras, lavar as mãos e utilizar álcool em gel, além de manter o isolamento social. 

Mas agora, com a flexibilização do lockdown em muitos países, as recomendações acerca da qualidade do ar têm-se mostrado tão importantes quanto as demais atitudes para impedir a contaminação em locais fechados. 

O risco de contaminação em ambientes fechados

A transmissão da covid-19 pode ocorrer mesmo com o uso correto de máscara, principalmente em locais fechados. (Fonte: Freepik)
A transmissão da covid-19 pode ocorrer mesmo com o uso correto de máscara, principalmente em locais fechados. (Fonte: Freepik)

Na França, em 19 de maio, houve a flexibilização do lockdown e com isso o Conselho de Saúde Pública do país recomendou medidas para garantir a abertura segura dos estabelecimentos. Devido a isso, uma das medidas implementadas foi o controle da circulação do ar, ou seja, os ambientes devem estar com as janelas sempre abertas.

Dessa forma, o conselho recomendou: sempre que possível, as janelas devem ser abertas a cada cinco minutos ou, se não houver essa possibilidade, como acontece em empresas e museus, devem ser instaladas ventilações mecânicas que permitam a renovação do ar.

As partículas respiratórias menores — aerossóis — podem ficar suspensas durante horas no ar, sendo transportadas por longas distâncias, o que aumenta o risco de contaminação em ambientes fechados, como empresas, escolas, restaurantes, supermercados e hospitais. 

O que são sensores de dióxido de carbono?

Uma maneira encontrada pela França foi implementar medidas para tornar os espaços mais seguros, por meio da instalação de sensores de dióxido de carbono. Os equipamentos vendidos por uma empresa alemã ocupam pouco espaço e têm um custo acessível, cerca de 144 euros, o equivalente a R$ 900. 

O modelo funciona com cabo USB e cobre uma superfície de 40 e 50 metros quadrados em média, sendo capaz de detectar o nível de dióxido de carbono por meio de uma lâmpada de LED nas cores verde, laranja e vermelha.

Os sensores permitem acompanhar em tempo real a qualidade do ar, apontando a necessidade de arejar o ambiente, na tentativa de evitar o acúmulo de microgotículas do novo coronavírus. 

O ideal é que a concentração de CO2 esteja abaixo de mil partículas por milhão com o uso de máscaras e 600 ppm caso não haja o uso, como ocorre em pré-escolas ou restaurantes. Para comparação, a taxa é de 400 ppm ao ar livre. 

Quando a concentração de gás carbônico for igual ou maior a 2 mil ppm, o sensor acende uma luz vermelha. Nesse caso, a taxa indica um grande acúmulo de partículas e abre as janelas automaticamente. 

Para diminuição de contágio em ambientes fechados, o uso correto de máscaras, preferencialmente do tipo PFF2 ou N95 é fundamental.  Fonte: (Pixabay/Sora Shimazaki/Reprodução)
Para diminuição de contágio em ambientes fechados, o uso correto de máscaras, preferencialmente as do tipo PFF2 ou N95, é fundamental. (Fonte: Pexels/Sora Shimazaki)

Essas informações foram compiladas em um estudo coordenado por Jean-Louis Rooubaty, membro do Alto Conselho de Saúde Pública da França. O documento mostra que a quantidade de CO2 em um espaço indica a proporção de ar que foi respirada dentro do local, ou seja, uma concentração elevada de dióxido de carbono aponta uma grande quantidade de aerossóis, aumentando o risco de contágio. 

Para efetividade das ações nas escolas, por exemplo, os especialistas concluem que o comportamento dos professores e das crianças nas escolas será preponderante para diminuir os riscos de infecção da covid-19.

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Este conteúdo foi útil para você?

97340cookie-checkCirculação correta do ar pode evitar casos de covid-19