Quais são os cursos mais procurados na área da Saúde?

30 de março de 2020 5 mins. de leitura
É possível seguir muitos caminhos dentro da área da Saúde; conheça alguns deles

Medicina é um dos cursos mais procurados por quem deseja trabalhar na área da Saúde. Contudo, há uma infinidade de opções de carreira que não envolvem, necessariamente, atender a pacientes em um consultório ou hospital. Assim como as Ciências Humanas ou Exatas, a Saúde também tem muitas áreas de estudo que são igualmente importantes.

Embora a Medicina seja uma opção extremamente válida, é recomendável que os estudantes com interesse nesse setor abram seu leque de opções. Em qualquer carreira da Saúde, o profissional pode realizar seu desejo de cuidar da vida humana e trabalhar pelo bem-estar das pessoas, aplicando noções de anatomia e fisiologia em seu dia a dia.

Além disso, também é possível alcançar bons salários e posições privilegiadas em todos os segmentos. Por isso, são destacados a seguir cinco cursos, que estão entre os mais procurados por quem deseja trabalhar na área.

Medicina

Começando pelo curso mais concorrido nas universidades de todo o nosso país, é necessário ter em mente que passar no vestibular é apenas o primeiro dos desafios que o futuro médico irá enfrentar. Antes do reconhecimento social, estão muitos e árduos anos de estudo, bem como o enfrentamento de muitas situações delicadas na prática com os pacientes.

Uma vez que a pessoa tenha se decidido pela Medicina, ela precisa escolher também quais caminhos quer trilhar após a formatura. Além das especialidades tradicionais, diversas outras carreiras têm se tornado importantes e devem ser consideradas pelos jovens profissionais, como a Medicina preventiva ou os diagnósticos e tratamentos genéticos.

Vale também refletir sobre a tecnologia ter um papel importante na revolução deestar revolucionando todas as profissões ligadas à Saúde e, principalmente, a Medicina. Com isso, os novos médicos precisam estar preparados para possibilidades inovadoras de diagnósticos e de tratamentos, que mudam muito seu dia a dia na profissão.

Fonte: Shutterstock

Enfermagem

Muitas pessoas se enganam ao classificar a Enfermagem como uma segunda opção para quem não pode cursar Medicina. Na verdade, os dois cursos têm abordagens completamente diferentes em relação ao cuidado com os pacientes.

Enquanto os médicos lidam principalmente com a pesquisa, o diagnóstico e a prescrição de tratamento das doenças, o trabalho dos enfermeiros começa depois disso, isto é, na administração dos cuidados com os pacientes. Por isso, esses profissionais também fazem um curso superior que dura 5 anos e exige estudo aprofundado.

É possível atuar na área de enfermagem também como técnico. Contudo, esse profissional tem um escopo de atuação mais restrito do que os bacharéis. Aqueles que se formam no Bacharelado em Enfermagem podem administrar alas inteiras de hospitais, serem responsáveis por toda a equipe de enfermeiros e técnicos ou então trabalhar com políticas de saúde pública.

Biomedicina

Com um nome tão parecido, a Biomedicina é outra área erroneamente associada com a Medicina. Assim como os enfermeiros, os biomédicos trabalham lado a lado com os médicos, mas com abordagens completamente diferentes. No caso do curso citado neste item, o foco é a visão das Ciências Biológicas em relação à saúde humana.

Por isso, o profissional de Biomedicina trabalha muito com análises clínicas, diagnósticos e na pesquisa de novos tratamentos. Essa é uma boa opção de carreira para quem gosta de Biologia e, inclusive, para quem já a cursou na universidade.

Odontologia

Essa área pode ir muito além dos cuidados rotineiros e, muitas vezes, estéticos na cadeira do dentista. Em primeiro lugar, os cuidados odontológicos têm uma função prática na vida das pessoas: são importantes para comer, falar corretamente e estão relacionados ao bom funcionamento do corpo inteiro.

Além do consultório, os profissionais de Odontologia podem atuar em hospitais, por exemplo, prestando cuidados de higiene bucal para pacientes que não têm condições de fazê-los sozinhos ou atendendo casos emergenciais, como pessoas que sofreram acidentes ou agressões severas.

Quem cursa Odontologia também pode ser responsável por políticas públicas de saúde bucal ou atuar na pesquisa de novos diagnósticos e tratamentos. Nela, existem várias especialidades: ortodontia, periodontia, odontopediatria, entre outros.

(Fonte: Shutterstock)

Fisioterapia

O profissional dessa área auxilia seus pacientes na reabilitação física e funcional, empregando uma série de técnicas e protocolos aprendidos em seus 5 anos de estudo. Os fisioterapeutas são essenciais no contexto hospitalar, além de poderem atuar em clínicas próprias.

Outra possibilidade de carreira que tem atraído muitos profissionais é o pilates. Esse método é procurado cada vez mais como exercício, com estúdios surgindo em vários lugares Brasil afora. Embora não seja obrigatório cursar fisioterapia para ministrar aulas de pilates, esse profissional é quem tem o conhecimento necessário para indicar exercícios de forma personalizada e segura.

Além dos 5 cursos citados, existem diversos outros que os indivíduos interessados pelas Ciências da Saúde podem se identificar, como a Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Psicologia, Farmácia e Educação Física. Dentro de seu escopo, cada um deles presta serviços específicos importantes ao bem-estar das pessoas. Então, vale a pena pesquisá-los para realizar uma escolha de carreira mais consciente e segura.

Gostou? Compartilhe!