Torção: o que é, quais são os tratamentos e como evitar? - Summit Saúde

Torção: o que é, quais são os tratamentos e como evitar?

19 de dezembro de 2022 4 mins. de leitura

Comum entre atletas, a torção de tornozelo ocorre ao se pisar em falso

Publicidade

Além dos gols do atacante Richarlison, o jogo entre Brasil e Sérvia, na estreia da Seleção brasileira na Copa do Mundo da Fifa Catar 2022, foi marcado pela lesão de Neymar. Em uma dividida com o lateral adversário, ele sofreu uma torção que o tirou dos dois jogos seguintes.

Esse tipo de contusão, que já havia afastado da Copa América de 2019 o camisa 10 da Seleção, é comum durante a prática de atividades esportivas, mas também pode acontecer em qualquer atividade corriqueira. Diante disso, é interessante saber como ocorre a lesão e o que fazer para a evitar.

O que é torção?

Também conhecida como entorse, a torção é uma lesão que pode causar o estiramento ou a ruptura dos ligamentos do tornozelo. Ela acontece quando a pessoa pisa em falso em um buraco ou degrau ou realiza outro tipo de movimento intenso e anormal que faz o pé girar para dentro.

As torções são classificadas em três níveis de gravidade. No grau 1, considerado mais leve, surgem inchaço e dores ao caminhar, podendo haver também alguma sensibilidade na área da lesão.

A entorse do tornozelo é comum no futebol. (Fonte: Pixabay/Reprodução)

O grau 2 da entorse de tornozelo é diagnosticado quando acontece o rompimento parcial dos ligamentos, havendo a possibilidade de edema e maior instabilidade na articulação. Por fim, o grau 3 se caracteriza pela ruptura total dos ligamentos, com inchaço, alta sensibilidade e dificuldade para firmar o pé no chão.

Além da incapacidade de apoiar o pé e dos hematomas, os sintomas da torção podem incluir dor, cuja intensidade varia conforme a gravidade da lesão. Inchaço na parte de fora do tornozelo e rigidez nas juntas são outros sinais comuns.

Tratamentos disponíveis

A gravidade da lesão é o principal fator para determinar o tratamento para torção do tornozelo. Em casos mais leves, as medidas são repouso, elevação do pé para reduzir o inchaço e aplicação de gelo, enquanto nos intermediários pode ser adicionado o uso de muletas.

Nos quadros mais graves de entorse são indicados analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas e imobilização com bota ou gesso. As cirurgias só são realizadas em casos raros, quando a estrutura do tornozelo fica comprometida, ou em atletas de alto nível.

É preciso se afastar das atividades físicas durante o tratamento da torção. (Fonte: Freepik/Reprodução)

O melhor tratamento para cada caso é indicado pelo médico-ortopedista, que deve ser consultado para oferecer um diagnóstico correto. Se as medidas forem seguidas à risca, a recuperação acontece em pouco tempo.

Como prevenir uma torção

Alguns cuidados fazem a diferença para evitar a entorse do tornozelo, como se aquecer e se alongar antes de fazer atividades físicas e não caminhar em superfícies irregulares ou ásperas. Usar calçados adequados para a prática do esporte escolhido e modelos confortáveis são outras medidas importantes.

Leia também:

Pessoas que lesionaram o tornozelo não devem forçar a região antes que todos os movimentados sejam recuperados, só podendo voltar às atividades após a liberação médica. Usar tornozeleira ou enfaixar a área quando retomar a prática esportiva pode ajudar a prevenir novas torções.

Fonte: Ministério da Saúde, Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Núcleo de Ortopedia e Traumatologia

152760cookie-checkTorção: o que é, quais são os tratamentos e como evitar?

Webstories