A importância do cuidado com a saúde mental na adolescência - Summit Saúde

A importância do cuidado com a saúde mental na adolescência

16 de maio de 2023 4 mins. de leitura

Casos de depressão e ansiedade seguem crescendo entre os jovens, o que preocupa autoridades de saúde. Saiba como prevenir

Publicidade

A adolescência é, talvez, o período mais instável da vida de um ser humano. As mudanças no corpo, hormônios à flor da pele e diversos desafios sociais e amorosos fazem parte dessa transição conturbada para a vida adulta.

Por causa dos problemas mencionados acima, a adolescência se torna um período de grande atenção para a saúde mental. Isso porque alguns traumas podem ser profundos o suficiente para causar sequelas para o resto da vida, e os índices de depressão e ansiedade costumam aumentar muito nessa faixa etária.

A saúde mental na adolescência

A Organização Mundial da Saúde (OMS) delimita a adolescência entre os 10 e 19 anos de idade, sendo a faixa dos 10 aos 14 anos chamada de pré-adolescência. Algumas entidades atualmente definem a adolescência até os 24 anos de idade, o que antes era definido apenas como fase da “juventude”.

Leia mais:

Alguns números são extremamente alarmantes com relação ao desenvolvimento de doenças mentais e psicológicas nesse período da vida.

Estudos recentes mostraram que entre 10 e 20% dos adolescentes do mundo estão depressivos. Esse número cresceu bastante nos últimos anos, principalmente durante a pandemia. Os números de casos cresceram em 25% no período, enquanto a incidência sobre jovens e adolescentes dobrou.

A OMS também apresenta algumas estatísticas preocupantes com relação ao desenvolvimento de doenças na juventude. Segundo a instituição, cerca de metade das condições que afetam a saúde mental começa antes dos 15 anos de idade. Além disso, o suicídio é a terceira causa de morte para pessoas entre 15 e 29 anos.

Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre os riscos de doenças psicológicas em adolescentes
Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre os riscos de doenças psicológicas em adolescentes. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Fatores determinantes

A OMS define fatores determinantes para o desenvolvimento de doenças psicológicas. Alguns deles são:

  1. Desejo por maior autonomia e desacordo com os pais;
  2. Pressão social e por desempenho acadêmico;
  3. Frustrações de ordem social e amorosa;
  4. Deslocamento social e discriminação recorrente por orientação sexual, cor da pele, gênero ou posição política;
  5. Abuso sexual, por vezes cometido dentro da própria família;
  6. Gravidez indesejada ou precoce;
  7. Dificuldades cognitivas;
  8. Bullying e violência, que, por diversas vezes, são ignorados pela instituição de educação e/ou pais;
  9. Falta de perspectiva.
Bullying, exclusão social e pressão acadêmica estão entre fatores determinantes de depressão e ansiedade
Bullying, exclusão social e pressão acadêmica estão entre fatores determinantes de depressão e ansiedade. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Diversos outros motivos podem ocorrer, como problemas genéticos, mas os fatores citados acima costumam estar presentes em casos da faixa etária específica.

Prevenção

A melhor forma de prevenir a ansiedade ou depressão severa é através da detecção precoce e acompanhamento constante da base familiar e educacional. A OMS também recomenda algumas outras ações pontuais:

  • terapia individual e acompanhamento psicológico com um profissional da área;
  • terapias coletivas em ambientes familiares e escolares;
  • prática recorrente de atividades físicas, que já é considerada por muitos especialistas o melhor remédio para depressão e ansiedade;
  • programas de prevenção ao suicídio;
  • redução de eventual consumo de substâncias tóxicas, como álcool e drogas, que podem agravar um quadro depressivo;
  • educação sexual nas escolas e acompanhamento dos pais para a prevenção de abusos;
  • programas de prevenção ao bullying por parte das instituições de ensino.

Além disso, é sempre importante frisar que o acompanhamento de um médico especialista em saúde mental é indispensável, principalmente em quadros graves de depressão e outras condições psicológicas.

Fonte: Adolescencia.org, OPAS, TecMundo

169690cookie-checkA importância do cuidado com a saúde mental na adolescência

Webstories