Para que servem os antibióticos e como usar?

24 de dezembro de 2021 3 mins. de leitura
Saiba o que é, quando tomar e por que seguir a receita médica é fundamental para sua saúde e a segurança epidemiológica

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

Muita gente sabe que os antibióticos tratam doenças causadas por bactérias. Mas, além disso, o que mais você conhece sobre o assunto?

Embora desde 2010 a prescrição desse tipo de medicamento dependa de receita de um médico e a venda não seja mais liberada diretamente, ainda há casos de automedicação. E os riscos à saúde são inúmeros. Por isso, preparamos um guia com tudo o que você precisa saber sobre os antibióticos, os aliados contra as infecções bacterianas.

Para que servem?

Apesar da importância dos antibióticos, eles só são usados em humanos desde 1940. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Apesar da importância dos antibióticos, eles só são usados em humanos desde 1940. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

O que são?

Os antibióticos são remédios desenvolvidos para tratar infecções bacterianas. Eles podem agir tanto eliminando as bactérias (bactericidas) como criando condições adversas ao seu desenvolvimento (bacteriostáticos).

Qual é sua origem?

O biólogo britânico Alexander Fleming pesquisava bactérias. Ao retornar de um período de férias, em 1928, observou que alguns fungos da espécie Penicillium se instalaram sobre uma cultura de bactérias, e que conseguiram matá-las. Então o cientista passou a desenvolver um fármaco, que seria usado em humanos a partir de 1940.

Qual é a sua importância?

Até então, algumas doenças causadas por bactérias que hoje são plenamente tratáveis eram causas comuns de morte. Isso vale tanto para pneumonias como para a hanseníase, a tuberculose e a sífilis.

Do que são feitos?

Os antibióticos podem ser sintéticos ou formulados por outros microrganismos, como fungos e outras bactérias.

Como são receitados?

No Brasil, desde 2010 a venda de antibióticos é realizada apenas mediante receita médica especial, em duas vias. 

Leia mais:

Estudo aponta relação entre o uso de antibióticos e defeitos congénitos • Summit Saúde

Antibióticos em excesso na agropecuária são risco à saúde global • Summit Saúde

Cuidados durante o uso dos antibióticos

Desde 2010, antibióticos são vendidos apenas sob prescrição médica em receita especial. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Desde 2010, antibióticos são vendidos apenas sob prescrição médica em receita especial. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Fármaco correto

Antibióticos não servem para tratar todas as infecções. Por isso, a prescrição por um médico ou dentista é fundamental, já que eles estão preparados para receitar o antibiótico da classe correta para cada caso.

Dosagem e período adequados

Toda automedicação é preocupante, mas com antibióticos isso é ainda mais grave. O principal risco é criar bactérias ultrarresistentes. Tomar o remédio incorreto ou “pela metade” pode não eliminar o microrganismo e ainda é capaz de “ensiná-lo” a reagir diante desse medicamento.

É por isso que mesmo antibióticos de grande espectro, como amoxicilina e benzetacil, acabam sendo insuficientes para combater alguns casos. E, se você transmitir a doença, acaba por complicar o tratamento de outros pacientes.

Erros mais comuns

Por fim, vale a pena ficar de olho em alguns dos equívocos mais frequentes no uso desses medicamentos:

  • aproveitar o antibiótico de um tratamento anterior;
  • dar um “toque pessoal” na prescrição, como acelerar a frequência do uso ou tomar mais comprimidos de uma vez;
  • interromper o tratamento tão logo a febre, a dor de cabeça ou outros sintomas cessem.

Observando alguns cuidados básicos é possível ter nos antibióticos aliados importantes contra infecções bacterianas.

Fonte: Saude Abril, Brasil Escola, Biblioteca Virtual – MS.

113020cookie-checkPara que servem os antibióticos e como usar?