Prevenção do suicídio: soluções digitais ajudam a salvar vidas - Summit Saúde

Prevenção do suicídio: soluções digitais ajudam a salvar vidas

28 de junho de 2023 4 mins. de leitura

A tecnologia pode desempenhar um papel essencial na prevenção do suicídio

Publicidade

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que mais de 700 mil pessoas tiram a própria vida em todo o mundo anualmente, colocando o suicídio como uma das principais causas de morte entre jovens de 15 a 29 anos. A boa notícia é que a tecnologia pode desempenhar um papel essencial quando se trata de reduzir esse número alarmante.

Ato de causar a própria morte intencionalmente, o suicídio geralmente é relacionado à depressão, envolvida em mais de 50% das tentativas. Bipolaridade, esquizofrenia e abuso de drogas são alguns dos outros fatores de risco, assim como atos impulsivos associados a bullying, dificuldades econômicas e problemas de relacionamento.

Considerado um tabu na sociedade, o assunto não é discutido abertamente, mas as redes sociais e outras plataformas online são cada vez mais utilizadas para conversar sobre o tema. Por alcançar pessoas em todo o planeta, a web pode ser uma ferramenta importante para evitar novos casos.

O suicídio é a quarta causa de morte mais recorrente na faixa dos 15 aos 29 anos. (Fonte: Getty Images/Reprodução)
O suicídio é a quarta causa mais recorrente de morte entre os jovens. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Diante disso, uma série de intervenções digitais para a prevenção do suicídio têm sido desenvolvidas. Elas oferecem a possibilidade de encontrar apoio entre pares, incentivam a busca por ajuda profissional e também auxiliam no monitoramento da saúde mental, entre outras aplicações.

Tecnologia na prevenção do suicídio

Uma das iniciativas digitais que ganharam destaque nos últimos anos para prevenir o suicídio foi o projeto “Algoritmo da Vida”. Anunciado em 2019, o mecanismo procura e identifica pessoas com depressão e comportamentos suicidas nas redes sociais, a partir da análise de postagens nessas plataformas.

A tecnologia, que chegou primeiro ao Twitter, baseia-se em uma metodologia conhecida como “gramática da depressão”. Ela varre os tweets em busca de frases, expressões e palavras normalmente utilizadas por uma pessoa com algum tipo de transtorno mental, sugerindo que ela esteja pensando em se machucar.

Algoritmos podem detectar comportamento suicida nas redes sociais. (Fonte: Getty Images/Reprodução)
Algoritmos podem detectar comportamento suicida nas redes sociais. (Fonte: Getty Images/Reprodução)

Depois que o algoritmo identifica um padrão indicativo de vulnerabilidade emocional, especialistas analisam os dados. Dependendo do caso, é possível que o usuário receba uma mensagem privada, apresentando o contato do Centro de Valorização da Vida (CVV), um dos promotores do Setembro Amarelo, mês de prevenção do suicídio.

Há muitas outras estratégias digitais para prevenir o autoextermínio, como os apps de monitoramento de risco e os rastreadores. Essas ferramentas notificam contatos cadastrados se pessoas com tendências suicidas apresentarem mudanças repentinas de comportamento e/ou se aproximarem de determinados locais.

Outras ferramentas

Utilizada para tratar diferentes problemas de saúde mental, a terapia com realidade virtual é outra solução tecnológica para quem já tentou suicídio. Em um ambiente virtual controlado e seguro, o terapeuta dispõe de mais ferramentas para ajudar a pessoa a lidar melhor com sentimentos, pensamentos e experiências traumáticas.

Leia também:

Além disso, vale citar os recursos de prevenção do suicídio disponibilizados pelo Facebook e pelo Instagram, os quais aparecem se o internauta pesquisar hashtags relacionadas à depressão e ansiedade, e as plataformas de telemedicina, para consultar especialistas. Outro destaque é o site do CVV, que tem chat 24 horas por dia com sigilo total, bem como atendimento pelo número 188.

Fontes: Saúde Digital, ABERJE, MSD Manuals, Ministério da Saúde

175600cookie-checkPrevenção do suicídio: soluções digitais ajudam a salvar vidas

Webstories