O que pode ocasionar a Salmonella?

9 de junho de 2022 3 mins. de leitura
Contaminação costuma acontecer por meio de alimentos mal higienizados ou crus

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

A Salmonella voltou a ganhar destaque nos noticiários após o anúncio do recall do produto Kinder Ovo, da marca Ferrero, relacionado a casos de contaminação na Europa neste ano.

Normalmente, o seu reservatório natural é o trato intestinal de animais, sendo os mais comuns: porcos, frangos, vacas, cães e gatos. A Salmonellose, do gênero de bactérias da família Enterobacteriaceae, costuma causar intoxicação alimentar, febre tifoide e, em casos mais graves, pode levar à morte.

Quando armazenados e manipulados de forma equivocada ou em condições precárias de higiene, certos alimentos podem transmitir a doença. Entre eles estão:

  • ovos;
  • carnes;
  • frutas e vegetais não higienizados antes do consumo;
  • leite não pasteurizado e derivados.

Isso ocorre porque eles podem ter entrado em contato com as bactérias presentes em animais doentes, fezes ou água não tratada.

Prevenção

Alimentos crus ou malpassados oferecem um maior risco de infecção. Por esse motivo, é preciso se atentar ao cozimento correto de carnes e ovos. Além disso, é fundamental lavar frutas, legumes e verduras com água, além de higienizá-los com hipoclorito de sódio.

Para evitar a propagação de bactérias durante o preparo das refeições, as mãos devem estar sempre limpas, como também os utensílios de cozinha que serão utilizados.

Comer carne crua oferece risco de intoxicação alimentar. (Fonte: Photo by Cindie Hansen/Unsplash/Reprodução)

O patógeno também pode ser transmitido de uma pessoa para outra. Por isso, quem estiver com sintomas deve seguir tendo boas práticas de higiene e buscar orientação médica.

Leia também:

Quais são os sintomas da infecção por Salmonella?

Salmonella é a principal responsável por quadros de intoxicação alimentar. (Fonte: Andrea Piacquadio/Pexels/Reprodução)

Entre os sintomas mais comuns, destacam-se:

  • diarreia;
  • dores de estômago e de cabeça;
  • náusea e vômitos;
  • febre alta;
  • cansaço;
  • mal-estar.

Os sintomas da doença geralmente começam a aparecer de 12 a 72 horas após a contaminação e costumam durar entre quatro e sete dias. Entretanto, eles podem se agravar, principalmente em crianças, gestantes, idosos e pessoas com o sistema imunológico debilitado.

O mais recomendado é buscar atendimento médico assim que os primeiros sinais de infecção forem identificados, a fim de evitar complicações.

Tratamento

Em pessoas saudáveis, a infecção geralmente não exige internação ou outras intervenções médicas. O tratamento pode ser feito em casa por meio de repouso e ingestão de muita água. Em casos mais graves, é necessário fazer a reposição eletrolítica e reidratação, além do uso de antibióticos.

Quer saber mais? Confira a opinião e a explicação dos nossos parceiros especialistas em Saúde.

Fonte: Ministério da Saúde, iNews

Este conteúdo foi útil para você?

129940cookie-checkO que pode ocasionar a Salmonella?