Exame de urina: para que serve o EAS - Summit Saúde

Exame de urina: para que serve o EAS

22 de março de 2022 3 mins. de leitura

Análise é solicitada principalmente para verificar a saúde do aparelho urinário

Publicidade

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

O exame de urina tipo 1, ou Elementos Anormais do Sedimento (EAS), analisa o pH da urina e a presença de elementos anormais — bactérias, fungos, protozoários, sangue, espermatozoides, cristais, cilindros e filamentos de muco, por exemplo — que podem ser indicativos de determinados problemas, como insuficiência renal, infecções urinárias e pedras nos rins. 

Além disso, o procedimento analisa os aspectos físicos (cor, densidade e aspecto) e químicos (pH, nitritos, glicose, proteínas, cetonas, bilirrubinas e urobilinogênio) da urina. Pode, ainda, mensurar a presença e a quantidade de leucócitos e células epiteliais na amostra.

Leia também:

Diagnósticos com o exame de urina

Apesar de ser considerado um exame de rotina, ele costuma ser solicitado apenas quando o especialista precisa de uma confirmação laboratorial para emitir um diagnóstico. Dessa forma, é necessário buscar ajuda médica ao notar um dos sintomas abaixo:

  • presença de sangue na urina;
  • ardência ao urinar;
  • dor na altura dos rins;
  • incontinência urinária;
  • desconforto pélvico.

Análise do exame de urina

Os valores de referência para o exame de urina tipo 1 podem variar conforme o laboratório, mas, de maneira geral, o pH deve estar entre 5,5 e 7,5, e a densidade de 1,005 a 1,030. Como características, deve apresentar: ausência de glicose, proteínas, cetonas, bilirrubina, sangue, urobilinogênio e nitrito, bem como poucos leucócitos e raras células epiteliais.

Caso o exame revele nitrito positivo, presença de sangue ou de leucócitos na amostra de urina, isso pode ser um indicativo de infecção urinária. Ainda assim, será necessária a realização de um exame de urocultura para confirmar o diagnóstico. Em casos de outras anormalidades, devem ser solicitados exames complementares para entender a origem do problema.

Preparo para o exame de urina

A coleta da amostra pode ser realizada em casa, desde que a amostra seja levada ao laboratório dentro do limite de tempo estabelecido ou no próprio local da análise. É recomendada a coleta da urina da manhã, desprezando o primeiro jato. No geral, não é necessário nenhum cuidado especial, mas é recomendado higienizar bem a região íntima antes.

No caso de pacientes mulheres, não se deve realizar o exame durante o período menstrual, a fim de evitar possíveis alterações nos resultados. Além disso, em alguns casos, pode ser necessária a suspensão do uso de suplementos de vitamina C, laxantes e antibióticos alguns dias antes da realização do procedimento, pois podem contaminar a amostra.

Quer saber mais? Confira a opinião e a explicação dos nossos parceiros especialistas em Saúde.

120803cookie-checkExame de urina: para que serve o EAS

Webstories