Blue zones: as regiões do planeta famosas pela longevidade

24 de outubro de 2021 3 mins. de leitura
Além da longevidade, as blue zones são conhecidas pela ótima qualidade de vida dos moradores

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

Chamadas de blue zones, algumas regiões no planeta aparentam ter descoberto o caminho e os segredos para a longevidade. São locais específicos do mundo que têm algo em comum: um alto índice de pessoas com expectativa alta de vida, com muitos dos moradores ultrapassando os 100 anos de idade. 

Estima-se que, nessas regiões, além de as pessoas viverem por mais tempo, elas também são mais felizes e menos estressadas. Além disso, devido à ótima saúde física e mental, os idosos acabam tendo uma maior autonomia no dia a dia. Abaixo, conheça cinco locais famosos pelo mundo.

A longevidade e a qualidade de vida dos idosos são características das blue zones. (Fonte: Shutterstock/Alessandro Biascioli/Reprodução)
A longevidade e a qualidade de vida dos idosos são características das blue zones. (Fonte: Shutterstock/Alessandro Biascioli/Reprodução)

1. Icária, na Grécia

Na Grécia, a pequena ilha de Icária, no Mar Egeu, é um símbolo de longevidade. Por lá, o índice de mortalidade na meia idade é baixíssimo, e cerca de 30% das pessoas ultrapassam os 90 anos de idade, mas esse não é o dado mais chocante. 

A população local não sofre de diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto e problemas cardiovasculares. Estar livre de doenças crônicas é o que garante ao local o selo de blue zone. 

2. Okinawa, no Japão

O Japão é um país conhecido pela longevidade de sua população. Entretanto, Okinawa, um conjunto de ilhas japonês, é uma região conhecida por transcender a ideia de tempo de vida. Isso porque a ilha habita muitos moradores centenários e é conhecida por ser o local onde as mulheres vivem por mais tempo. Além de pessoas com mais de 100 anos de vida, o local também é conhecido por um pequeno índice de problemas cognitivos, como a demência

3. Nuoro, na Itália

A província italiana, que fica localizada na região montanhosa da Sardenha, é conhecida por um motivo especial: a grande maioria da população de Nuoro alcança os 100 anos de idade. O vilarejo também tem a fama de ter a maior concentração de homens centenários do planeta.

Chegar aos 100 anos com qualidade de vida é uma meta de muitas pessoas no mundo. (Fonte: Shutterstock/Lucky Business/Reprodução)
Chegar aos 100 anos com qualidade de vida é uma meta de muitas pessoas no mundo. (Fonte: Shutterstock/Lucky Business/Reprodução)

4. Nicoya, na Costa Rica

A península costarriquenha é conhecida por ter uma baixíssima mortalidade na meia idade e, além disso, tem a segunda maior concentração de homens centenários do mundo, ficando atrás apenas de Nuoro. 

A expectativa de vida do lugar é boa para todos. Estima-se que, em Nicoya, as chances de um idoso chegar aos 100 anos é sete vezes maior do que a de um habitante do Japão, país conhecido por ter a maior longevidade do mundo. 

5. Loma Linda, nos Estados Unidos

A pequena vila de Loma Linda, na Califórnia, Estados Unidos, é outra blue zone. O local, que concentra grandes grupos religiosos, como os Adventistas do Sétimo Dia, é um exemplo dos impactos positivos da espiritualidade e fé.

Isso porque a população de Loma Linda costuma viver dez anos a mais do que o resto dos estadunidenses. O povo de lá, além de viver por mais tempo, é conhecido por ter uma saúde melhor do que outras regiões dos Estados Unidos.  

Não perca nenhuma novidade sobre a área da saúde no Brasil e no mundo. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Clinica Vida Natural, Viagem Cult, Amafresp. 

Este conteúdo foi útil para você?

106680cookie-checkBlue zones: as regiões do planeta famosas pela longevidade