7 erros comuns durante a amamentação - Summit Saúde

7 erros comuns durante a amamentação

31 de agosto de 2022 4 mins. de leitura

Aleitamento gera benefícios para a saúde da mãe e a do bebê

Publicidade

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil

A amamentação gera benefícios a longo prazo para o bebê, contribuindo para o desenvolvimento do cérebro e a prevenção de doenças. O leite materno deve ser o alimento exclusivo nos seis primeiros meses e como alimentação complementar por até dois anos ou mais, segundo recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O aleitamento materno ajuda a mulher a se recuperar no período pós-parto, além de contribuir para a prevenção do câncer de mama, de ovários e de endométrio, bem como é capaz de proteger contra a diabete tipo 2 e a osteoporose. No entanto, podem ocorrer situações que atrapalham a amamentação. Confira os sete erros mais comuns.

1. Alimentação inadequada

Durante o aleitamento, tudo que é consumido pela mãe passa para o leite materno. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Tudo que a mãe ingere é refletido no leite materno, afetando diretamente o desenvolvimento do bebê. Por essa razão, deve-se manter uma nutrição saudável, evitando alimentos gordurosos, como chocolate e cafeína. O consumo de frutas, legumes, carnes magras, frango, peixe e alimentos que são fonte de cálcio, como leite, é recomendado.

2. Uso de álcool e nicotina

O uso de bebidas alcoólicas, tabaco e drogas ilícitas pode expor o bebê a substâncias tóxicas, prejudicando o desenvolvimento da criança. O consumo de álcool pelas mães foi associado a uma maior probabilidade de redução das habilidades cognitivas dos filhos por um estudo realizado pela Macquarie University da Austrália, publicado na Pediatrics, um periódico científico vinculado à Academia Americana de Pediatria (AAP).

3. Pega incorreta

Se o bebê pegar incorretamente a mama pode ter dificuldades para se alimentar, além de provocar dores na mulher. Para uma pega correta, a mãe deve estar sentada confortavelmente, com o filho alinhado ao seu corpo, encostando barriga com barriga. Os lábios do bebê precisam abocanhar toda a auréola do peito e não somente o bico.

Leia também:

4. Falta de concentração

A amamentação é um dos momentos mais especiais entre mãe e bebê. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Um dos erros mais comuns é aproveitar o tempo para realizar outras tarefas, como assistir à televisão, resolver pendências e conversar com outras pessoas. A amamentação é um momento único, e dar atenção plena ao bebê ajuda-o a manter acordado, além de fortalecer o vínculo familiar entre mãe e filho.

5. Excesso de disciplina

A recomendação de que a amamentação precisa acontecer exatamente de três em três horas ou durar um determinado período é um dos mitos mais difundidos entre as mães. O aleitamento materno deve ocorrer por livre demanda, de acordo com a fome do bebê, segundo recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

6. Alternâncias de mamas na mesma mamada

A carga de gordura no leite aumenta à medida que a amamentação avança. Esse é um mecanismo que proporciona saciedade ao bebê, evitando problemas de obesidade. Por essa razão, durante uma mesma mamada, a mãe só deve oferecer um novo seio após o esvaziamento total do primeiro.

7. Amamentar com o bebê sonolento

O bebê com sono é mais suscetível a fazer uma pega incorreta, mamando inadequadamente e machucando os seios da mulher. Durante a amamentação, a mãe deve manter o filho desperto. Isso pode ser feito acendendo as luzes ou tirando as roupas do bebê.

Quer saber mais? Assista aqui à opinião de nossos parceiros especialistas em Saúde.

Fonte: Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Estadão, Universidade de Stanford, Pediatrics/American Association of Pediatrics, Organização Mundial da Saúde (OMS).

136931cookie-check7 erros comuns durante a amamentação

Webstories