Sexo faz bem à saúde? Saiba a verdade sobre “mitos”

13 de junho de 2022 4 mins. de leitura
Transar pode gerar inúmeros benefícios para a saúde, mas algumas informações sobre o tema não são 100% verídicas

Conheça o maior e mais importante evento do setor de saúde do Brasil.

Ter uma vida sexual ativa beneficia a saúde geral, e não poderia haver maneira melhor de cuidar do organismo. Além de ter uma função reprodutiva, o sexo melhora aspectos físicos, mentais, emocionais e sociais.

Existem diversas “verdades” sobre o ato sexual, especialmente contadas para adolescentes, e alguns mitos podem persistir até a idade adulta, afetando relacionamentos e provocando efeitos indesejados. Confira nove mitos ou verdades sobre o tema.

1. Ajuda a ter uma boa noite de sono: verdade

Atividade sexual ajuda a dormir bem. (Fonte: Gorodenkoff/Shutterstock/Reprodução)

O sexo faz que o corpo libere hormônios como ocitocina e endorfina, que aumentam a intimidade e o desejo de repetir o orgasmo. Essas substâncias também ajudam a dormir melhor e manter a energia durante o dia.

2. Hímen indica virgindade: mito

Na maioria das vezes, o hímen pode não indicar muito sobre vivências sexuais. A membrana que reveste a abertura da vagina tem forma e tamanho que variam de pessoa para pessoa, e apenas em casos raros o hímen cobre toda a abertura vaginal, sendo necessária uma cirurgia para permitir a passagem até mesmo da menstruação.

3. Fazer sexo rejuvenesce: verdade

A atividade sexual deixa a pele com uma textura mais vibrante devido à liberação de estrogênio, além de melhorar a oxigenação e a circulação sanguínea. A descarga hormonal ajuda na manutenção do colágeno e na eliminação de toxinas.

4. É impossível engravidar durante a menstruação: mito

A ocorrência de uma gravidez durante o período menstrual é altamente improvável, mas possível. Isso ocorre porque, em ciclos menstruais mais curtos, a fase fértil, bem como a ovulação, tende a acontecer mais cedo. Além disso, o esperma pode viver dentro do corpo humano por até cinco dias, tempo suficiente para sobreviver à menstruação e penetrar em um óvulo.

Leia também:

5. Fazer sexo reduz os riscos de câncer: verdade

O sexo frequente reduz os riscos de câncer de próstata por causa da ejaculação regular. A doença é causada basicamente pelo crescimento de células anormais que aumentam rapidamente devido à não liberação de espermatozoides por longos períodos.

6. Orgasmo só acontece com penetração vaginal: mito

A estimulação sexual pode acontecer de diversas formas. (Fonte: The Faces/Shutterstock/Reprodução)

A pornografia pode confundir as pessoas com a ideia de que o orgasmo feminino é puramente uma experiência vaginal alcançada por meio de repetidas penetrações. Porém, não existe uma receita única para atingir o ápice sexual.

7. Atividade sexual queima calorias: verdade

Fazer sexo regularmente é uma das melhores maneiras de perder peso, pois é uma maneira natural de queimar calorias. É possível eliminar cerca de 108 calorias em 30 minutos de atividade. Cada beijo intenso queima 12 calorias.

8. Masturbação faz mal: mito

Existem muitos mitos relacionados à masturbação, mas, na verdade, realizá-la com frequência gera uma infinidade de benefícios à saúde, como liberação da tensão, alívio de cólicas menstruais e autoconhecimento do corpo. A prática pode colaborar até com a ejaculação precoce, já que, para evitar a situação, o homem pode treinar o controle enquanto se masturba.

9. Fazer sexo proporciona vida longa: verdade

A atividade sexual reduz o estresse e aumenta a endorfina no organismo, o que evita riscos de pressão arterial alta, ataques cardíacos e derrames, e a liberação de ocitocina ajuda a aliviar dores de cabeça. O sexo ainda melhora a autoestima e o humor a longo prazo.

Quer saber mais? Assista aqui a opinião dos nossos parceiros especialistas em Saúde.

Fonte: Health Line, Medical News Today, Health Line, Insider

Este conteúdo foi útil para você?

130150cookie-checkSexo faz bem à saúde? Saiba a verdade sobre “mitos”